Ecoline

LINHA ECOLINE

Ecoline - Responsabilidade ambiental para artes gráficas A Linha Ecoline foi lançada com o objetivo de melhor explorar os recursos sustentáveis pensando na preservação do ecossistema do nosso planeta. A nomenclatura Ecoline foi lançada em 2010, porém o conceito vem sendo trabalhado desde o início da década passada com a redução de lixo sólido, utilização de tintas atóxicas, papel reciclado, Programa de Ecoeficiência da Fibria juntamente com o SENAI, Máquinas de Impressão Offset Verde, coleta de resíduos gráficos, verniz ecológico e tintas a base de óleo vegetal, carta de adequação dos fornecedores aos processos Ecoline e atualmente com o início dos projetos na área de logística e inventário de emissão de gás carbônico.

SELO ECOLINE

Selo Ecoline

O Selo Ecoline é a garantia que o produto final passou por todas as etapas de sua produção de maneira ecológica e sustentável, desde a escolha do papel até a entrega do material impresso. Quando o cliente solicitar a aplicação do Selo Ecoline em seu material, ele estará assegurado que todos os procedimentos como utilização de papel, tintas e vernizes ecológicos, impressoras offset verdes e por fim, a logística, foram realizados e fiscalizados de forma sustentável. O produto pode conter ou não o selo Ecoline, dependendo da vontade do cliente.

REDUÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS

No mercado gráfico existe a necessidade de coleta de resíduos de produção. A Leograf tem a preocupação de destinar seus resíduos dentro das normas exigidas sempre respeitando o meio ambiente. Foi desenvolvida uma parceria com a Berg Comercial que criou a CRB Resíduos Gráficos adotando o sistema de embalagens retornáveis e destinando os resíduos de forma controlada pela CETESB.

PAPEL RECICLADO

A reciclagem do papel é um procedimento que permite recuperar as fibras de celulose do papel velho e incorporá-las na fabricação de novo papel. Não é um processo isento da produção de resíduos, mas a produção de pastas virgens também não o é, e assim sempre se minimizam os problemas relacionados com a produção de matéria-prima e com a deposição do papel velho. É importante realçar que os papéis não podem ser reciclados indefinidamente sem que haja perda de qualidade. Após cada utilização, eles perdem parte das suas propriedades e só podem ser reciclados para uso distinto, e um pouco menos nobre, do que o original.

Esse conceito é sustentado por 3 pilares interligados como meio ambiente, sociedade e negócio:

  • Meio Ambiente - por meio da redução dos resíduos urbanos e da menor utilização dos recursos naturais em sua fabricação.
  • Sociedade - apoiando a reinserção social do catador de rua a partir da organização e desenvolvimento de cooperativas de coleta seletiva.
  • Negócio - sustentado e desenvolvido por meio de uma consciência crescente do consumidor sobre sua responsabilidade perante à sociedade.

A Leograf foi uma das primeiras parceiras da Suzano no lançamento e na introdução do “Reciclato”, como primeiro papel offset reciclado 100% brasileiro. Sendo assim pioneira na utilização desse papel em trabalhos gráficos.

PROGRAMA DE ECOEFICIÊNCIA

O Programa Fibria de Ecoeficiência na Gráfica em parceria com a Escola Senai Theobaldo De Nigris foi lançado, em maio de 2008, com objetivo de disseminar os conceitos de ecoeficiência, produção ambientalmente responsável e atuar para o efetivo desenvolvimento sustentável das empresas gráficas. O programa visa auxiliar as gráficas e editoras a atuarem de acordo com os princípios da EcoEficiência: produzir utilizando menos recursos da natureza. Para isso, a Fibria e o SENAI implementam todas as etapas que envolvem um projeto sustentável: análise e diagnóstico da atuação da empresa; treinamento sobre conceitos e procedimentos de ecoeficiência; imersão na operação e sugestão de ações para que a empresa atinja o nível desejado de ecoeficiência, que lhe permitirá receber a certificação do programa. Para obter a certificação, as gráficas passam por uma auditoria do SENAI, que avalia se todos os quesitos fundamentais foram cumpridos e atendidos. O objetivo é que a gráfica seja considerada ecoeficiente em relação aos cinco elementos, considerados pela Fibria fundamentais à vida: água, ar, terra, energia e pessoas. Para obter o Selo Master, que classifica a gráfica como Ecoeficiente, ela deve receber os selos que comprovam sua atuação sustentável em relação a todos esses elementos. O certificado tem validade de um ano. Passado este período, a empresa passa por nova auditoria do SENAI, que avalia como ela se posicionou neste período e se cumpriu as tarefas a ela creditadas. Entre os benefícios obtidos pelas empresas certificadas destacam-se a melhoria da competitividade; redução no consumo de matérias-primas e insumos; melhoria do gerenciamento de resíduos; redução de perdas; redução de custos com tratamento e disposição de resíduos; melhoria de imagem e o atendimento aos requisitos legais e de certificações. O Programa foi desenvolvido no ano de 2009 e as suas ações e treinamentos continuam sendo trabalhados pela Leograf como padrões de qualidade desde então.

IMPRESSÃO OFFSET VERDE

A chegada da nova máquina de impressão offset em 2010, a SpeedMaster XL 105, com recursos que tornam a impressora mais amigável ao meio ambiente, fez a Leograf dar início a uma nova era em sua produção. Com os softwares Prinect Prepress Interface e Prinect Color Assistant a gráfica tem acertos ainda mais rápidos que ajudam significantemente na redução do desperdício de papel. Acessórios como os secadores DryStar, a refrigeração à água AirStar, o sistema de controle de temperatura CombiStar e motores principais sincronizados no modo sinus-synchron são dispositivos que ajudam na economia de energia. Para a redução de emissões de VOC e sujeira, a impressora possui lavadores de blanquetas e cilindro de contra-pressão, lavadores de rolaria, que trabalha com panos ao invés de outros sistemas que produzem mais resíduos. A impressora tem ainda o PowderStar, que assegura uma aplicação uniforme de pó antimaculante usando menor quantidade de pó; o CleanStar com escovas e sistemas de sucção na saída da impressora; em um equipamento de proteção de ruídos. Desde a aquisição desta máquina, todas os equipamentos de impressão adquiridas posteriormente possuem o mesmo padrão. Essa máquina é também utilizada no processo de aplicação do Verniz Ecoline.

TINTAS E VERNIZES ECOLÓGICOS

Alem de investimento em equipamentos e certificados, a Leograf possui uma linha de tintas e vernizes ecológicos que substituem as aplicações de Laminação BOPP e Verniz U.V. Reserva ou Total. Com o objetivo de aplicá-los na valorização dos impressos e permitir a reutilização do papel, uma vez que estes vernizes e tintas são produzidos dentro do princípio de eco-sustentabilidade, sendo as tintas a base de óleo vegetal, não nocivas ao meio ambiente. Essa tinta é similar às tintas comuns de impressão, exceto que ela contém quantidades variáveis de óleo de soja em substituição aos óleos de petróleo. O óleo de soja é atóxico sendo inclusive utilizado em cozinha. O óleo de soja pode ser utilizado em praticamente qualquer impressora offset sem modificações ou agentes de limpeza especiais. Pode ser utilizado em muitos tipos de impressos e está disponível em todas as cores de processo e Pantone®. A tinta à base de soja está disponível em várias formulações, incluindo tintas para jornais, offset plana, offset rotativa com forno, offset rotativa sem forno, formulários contínuos e algumas tintas para flexografia. Não está disponível para canetas esferográficas ou impressoras laser e cartuchos de tinta para fotocopiadoras. Há um uso limitado no mercado de rotogravura e serigrafia. Um dos produtos lançados para a linha Ecoline é o Verniz de Rejeição que gera um efeito similar a aplicação de Verniz U.V. com reserva, porém o nosso Verniz Ecoline trabalha com um processo inovador de rejeição entre vernizes fosco e alto brilho à base d'água, não afetando assim o meio ambiente com elementos tóxicos e permitindo um melhor aproveitamento na reciclagem do papel. Já o Verniz de Cura Ultravioleta necessita de lâmpadas de emissão Azul Violeta ou Ultravioleta que consomem um grande volume de energia e que no ato da polimerização libera Gás Ozônio na atmosfera. A reciclagem do papel ou cartão é feita, porém a resina polimerizada transforma-se em grãos minúsculos muito abrasivos e prejudicam a recuperação das fibras de celulose e se houver um percentual grande de resíduo polímero será necessário o descarte de parte das fibras. O verniz Ecológico alto brilho pode ser usado também na substituição do Verniz UV Brilho Total ou da Laminação Brilho. Em substituição ao material plástico temos também o verniz Ecoline Soft Touch para substituir a aplicação em filme de laminação que apresenta superfície com toque aveludado, não risca e tem o efeito extrafosco. Os impressos feitos com as tintas e vernizes Ecoline tem a “reciclabilidade” aumentada pois possibilitam que o papel seja reciclado com menor porcentagem de fibra nova e o gerado tem maior elasticidade e resistência segundo estudo realizado pelo SENAI em 2010.

PAPEL PEDRA

O papel mineral ajusta-se perfeitamente a qualquer tipo de impressão, convencional ou moderna, incluindo offset, gravura, flexografia, litografias e uso geral. No Brasil, testes revelam a possibilidade de impressão em 240 linhas por polegadas, de modo que você não vê a formação de pontos nas imagens e a definição é altíssima. Este tipo inovador de papel totalmente branco, amigo da saúde do planeta, tem como matéria-prima um pó mineral inorgânico, o cálcio carbonato (CaCo3), sem a utilização de madeira ou fibras vegetais.

A composição é feita com 80% de CaCo3 e 20% de resina. Em função dessa composição, está imune à degradação por envelhecimento ou amarelamento. O papel de pedra também dispensa processamento químico ou água em sua produção, evitando a poluição do meio ambiente. Além disso, pode ser reciclado diversas vezes sem os componentes químicos utilizados na reciclagem do papel tradicional.

Se for descartado, leva, no máximo, 12 meses para se decompor, deixando apenas traços de pó mineral. Por ser de pedra, é ainda imune à ação de bactérias e à prova d’água.

Vantagens:

  • Superfície ultrasuave: o papel de pedra possui superfície de qualidade superior e ultramacia, dando qualidade insuperável a qualquer produção.
  • Secagem rápida e durabilidade: o papel de pedra tem superfície superabsorvente e antiestática, seca significantemente mais rápido que papéis sintéticos e é muito mais resistente que papéis convencionais.
  • Resistente à água e óleo: O papel de pedra é altamente resistente à água e óleo, não precisa de processamentos posteriores e pode ser transformado em qualquer tipo de material.
  • Resistente à pestes: O papel de pedra pode ser facilmente armazenado sem nenhuma preocupação com vermes, insetos e outras pestes.
  • Livre de Ácido: O papel mineral é feito predominantemente de cálcio carbonato e também está livre do envelhecimento e amarelamento, geralmente associados a produtos feitos com papéis tradicionais.
  • Difusão de luz uniforme: O papel pode ser usado, surpreendentemente, para grandes anúncios publicitários iluminados. O pó mineral microfino e a densidade uniforme em cada uma das folhas permitem que a luz seja difusa e brilhante.
  • Aprovado pela FDA: O papel de pedra foi testado e aprovado pelos padrões da FDA-USA para contato com gêneros alimentares, e pode ser usado sem processamentos especiais.

INVENTÁRIO DE EMISSÕES DO GEE

Em 2011 a Leograf realizou pela primeira vez o Inventário de Emissões de Gases do efeito Estufa. O principal objetivo da elaboração do Inventário é identificar as principais fontes de emissão de GEE relativas às operações anuais da empresa, possibilitando uma maior compreensão a respeito de sua contribuição para as mudanças climáticas. A partir do inventário do próximo ano o objetivo será a criação de metas para a redução das emissões.

Os principais benefícios do inventário são:

  • Reconhecimento do mercado (fornecedor e consumidor);
  • Possibilidade de inserção do mercado de carbono;
  • Diagnóstico das emissões e de ineficiências internas;
  • Prevenção e incorporação no planejamento financeiro os impactos socioambientais de longo prazo;
  • Incentivo a adoção de práticas sustentáveis em todo o mercado;
  • Planejamento de projetos de compensação das emissões.

Os resultados obtidos foram lançados no CDP (Carbon Disclosure Project) e estão disponíveis internacionalmente.

LOGÍSTICA ECOLÓGICA

A Leograf trouxe com exclusividade da Áustria uma tecnologia a ser aplicada na sua frota para torná-la mais ecológica. Uma peça de aço inoxidável é instalada no motor dos veículos utilizados pela empresa. Os benefícios são:

  • Economia de combustível de até 15%;
  • Redução de gases poluentes de 20 a 100%;
  • Aumento de torque de 17%;
  • Ganho de potência de 13%;
  • Redução de até 85% da fuligem dos motores a Diesel.

Com este programa, a Leograf garante que a sua entrega é feita de forma ecológica e sustentável.

www.biopowertec.com.br